Sem categoria – Liber Global

Pré – Abordagem

Esta fase do ciclo de venda é uma fase preparatória, porém, não menos importante. Pesquisar e Estudar seu possível cliente, colher informações que sirvam de link para uma interação agradável e favorável. (internet e – rede sociais).
Quatro Tipos de possíveis clientes.
• Cliente que tem sua necessidade conhecida e deseja conversar.
São pessoas que buscam empreender e já tem informações sobre o seu produto.
Essa pessoa tende a focar a conversa em preço.
• Cliente com necessidade conhecida e não querendo conversar.
São clientes que buscam empreender e que tenham certa resistência ao diálogo, por alguma experiencia negativa anteriormente com o vendedor ou algum produto similar.
Um estudo prévio desse cliente ajuda formatar argumentos para que possa existir uma conversa relevante para ambos.
• Cliente com necessidade desconhecida e não sabe se quer conversar.
Estes clientes potenciais são os mais difíceis, cabe o vendedor identificar e faze-lo reconhecer essa necessidade, para isso a pre – abordagem é essencial. Quando isso acontece geralmente se torna um cliente fiel e predisposto a te referenciar.
• Cliente sem necessidade querendo conversar.
São clientes amigáveis e sempre com interação calorosa.
O vendedor só precisa estar atento para não gastar tempo e energia com cliente que não se tornara comprador.

Faça um planejamento para o primeiro contato
1. Saber com quem vai falar
2. O que vai falar
3. Quando vai falar
4. Quais os compromissos obter
5. Quais matérias necessários e que possam ser interessantes para o cliente.

Abordagem

Ferramentas que podem te ajudar
• Captadores de atenção.
Referência – Quando o possível cliente for uma referência, evidencia bem a pessoa que o referenciou. A venda se torna mais eficiente quando esse terceiro intermedia a conversa.
Elogio – Todos gostam de elogios, mas para utilizar esta ferramenta precisa tomar cuidado para não ser confundido com bajulação. Um elogio sincero baseia-se em uma característica, uma evidencia e um reconhecimento.
Pergunta – Esta é uma ferramenta poderosa, porem a pergunta a ser formulada deve nascer das informações d pré-abordagem e ser de relevância para o cliente.
Exemplo: se houvesse uma forma de aumentar os seus rendimentos, sem tomar tanto o teu tempo e sem muito investimento. Gostaria de conhecer?
Ensino – Ao tentar ensinar algo a um futuro cliente precisa tomar cuidado para não parecer arrogante, seja humilde e contributivo.

• Justificativa de encontro.
Benefício para o futuro cliente: deixa bem claro ao cliente o que ele ganhara ao gastar o tempo dele com você.
Pontos que serão abordados: o tempo é um recuso escasso, se a pré – abordagem foi bem feita, será fácil montar uma pauta objetiva e interessante ao seu futuro cliente.
Transição: é normal possíveis clientes serem resistentes, por este motivo é interessante pedir sempre permissão para avançar na interação.

• Declaração de credibilidade
O que tem feito por outras pessoas. Prepare cases de sucessos que seja similar aos interesses futuro cliente.
Como fizemos: é interessante não só dizer o que fez mas como fez. Ira ajudar desenvolver uma interação com o cliente e também facilitara na continuação dos próximos passo.
Como seria possível beneficiar seu futuro cliente: faça sugestões. Que soluções parecidas podem se encaixar a realidade do seu futuro cliente.
Compromisso de seguir adiante: muitas vezes uma venda não acontece porque na primeira interação suas intenções não ficaram claras. Diga ao seu futuro cliente qual é o seu real proposito.

Identificação de Necessidade

Esta é a fase mais importante do processo da venda consultiva.
Neste momento é extremamente importante fazer as perguntas corretas, ouvir com muita atenção o seu cliente, reunir informações para identificar sua real necessidade. E assim saber o que oferecer o seu futuro cliente.
Um dos maiores erros que um vendedor pode cometer é gastar seu esforço tentando vender seus produtos ou serviços sem ao menos saber onde estão suas oportunidades.

Modelos de questionamentos.
1. Você está satisfeito com os seus rendimentos.
2. Você tem se atualizado as mudanças tecnológicas, era digital.
3. Você tem ou deseja ter alguma renda complementar.
4. O que te impede hoje de ter o seu próprio negócio.

4- Entrega de solução.

Apresentação de solução: neste momento da venda em que o vendedor já construiu uma relação de confiança com o cliente, entendeu quais são as suas necessidades e os desafios a conclusão do negócio. Agora é o momento chave a hora de entregar uma solução única de forma a não deixar duvida que o vendedor é a pessoa mais preparada para ajudar o cliente a superar todo e qualquer desafio.
O primeiro passo é fazer uma transição sobre tudo que foi conversado e entendido.
Antes de entregar a solução certifique-se que entendeu tudo que o cliente falou e lembre-se que sua solução é única!
“baseado no que me falou ….” ( apresentar o seu produto).
Ferramenta para entrega de solução.
1. Fato – informações que estejam relacionada a empresa e ao produto e que seja relevante ao futuro cliente.
2. Benefício – tudo o que o cliente ganha com o produto ou serviço oferecido.
3. Aplicação – mostrar onde o produto oferecido se aplica na atual realidade do futuro cliente.
4. Evidência – evidenciar os resultados obtidos por empresas ou produtos semelhantes ou produto oferecido. Isso fortalecera de maneira poderosa sua argumentação.

Negociação

Este é o momento da venda de se obter acordos comuns que geram benefícios.
Habilidade do vendedor em conquistar esses benefícios podem definir o sucesso ou fracasso de uma venda.
Três fatores chave de uma negociação
1- Tempo – o grau de urgência da necessidade de qualquer um dos lados pode definir que terá a tendência a ceder primeiro em uma negociação.
2- Informação – em um processo de negociação aquele que possuir um conjunto maior de informações tende a levar vantagens.
3- Poder – quase sempre o poder de negociação esta na mão de quem está comprando, afinal ele e quem decide. Trabalhar de maneira ética para diluir esse poder sem dúvida ajudara o vendedor.

Três valores básicos de uma negociação.

Agilidade, custo e qualidade.
Os três valores básicos são na prática antagônicos e por este motivo imagine uma empresa tentando vender o melhor produto, pelo menor preço e com a entrega mais rápida.

Definição de conceito: O que é Marketing Digital?
Marketing Digital é a aplicação de estratégias e técnicas de comunicação, para divulgação de marcas, aumento de vendas, fidelização de consumidor, no contexto da Internet.

O Marketing Digital é uma disciplina cada vez mais especializada, tento em vista que cada uma de suas frentes a cada ano trazem uma série de inovações, bem como vai se aprofundando e tornando-se mais e mais complexas.

O Marketing Digital é feito de muito conteúdo, para as empresas serem relevantes para o consumidor… Tanto que o bom Marketing Digital nem parece que é Marketing!

O Marketing Digital está, geralmente, associado a performance (resultados mensuráveis) e gestão de canais, como busca orgânica, busca paga, display, e-mail, mídias sociais, etc.

Definição de conceito: O que é Marketing Digital?
Marketing Digital é a aplicação de estratégias e técnicas de comunicação, para divulgação de marcas, aumento de vendas, fidelização de consumidor, no contexto da Internet.

O Marketing Digital é uma disciplina cada vez mais especializada, tento em vista que cada uma de suas frentes a cada ano trazem uma série de inovações, bem como vai se aprofundando e tornando-se mais e mais complexas.

O Marketing Digital é feito de muito conteúdo, para as empresas serem relevantes para o consumidor… Tanto que o bom Marketing Digital nem parece que é Marketing!

O Marketing Digital está, geralmente, associado a performance (resultados mensuráveis) e gestão de canais, como busca orgânica, busca paga, display, e-mail, mídias sociais, etc.

O QUE É LIDERANÇA?

De modo simplificado, liderança é a capacidade que uma pessoa possui de conduzir um grupo de indivíduos, transformando-os em uma equipe que gera os resultados almejados pela empresa. 

O líder é a pessoa que tem a habilidade de motivar e de influenciar os liderados, agindo de forma ética e positiva, de modo que contribuam voluntariamente e com entusiasmo para alcançarem os objetivos da equipe e da organização sempre explorando de cada membro da equipe os seus pontos fortes. 

No entanto, a liderança pode ser complexa, pois o bom líder, além de habilidades técnicas, deve ter inteligência emocional para gerir os colaboradores e a equipe, ser capaz de desenvolver seus liderados atendendo expectativas pessoais e profissionais, e tudo isso sempre alinhando com os interesses das organizações.

PRINCIPAIS TIPOS DE LIDERANÇA

Engane-se quem pensa que a liderança é exercida de uma só forma.

São muitos os estilos que marcam líderes das mais diversas características. Obviamente, o impacto que cada um gera sobre os liderados no ambiente corporativo também muda.

O líder precisa apresentar clareza estratégica, estrutura organizacional, valores e princípios, compromisso na adoção de práticas de reconhecimento, de remuneração e de salubridade do clima organizacional.

A seguir, você vai conhecer os tipos mais comuns, como o autocrático, o democrático e o liberal, além de outros mais específicos, como o Leader Coach, o situacional e o servidor. 

Qual será o seu?

O QUE É LIDERANÇA?

De modo simplificado, liderança é a capacidade que uma pessoa possui de conduzir um grupo de indivíduos, transformando-os em uma equipe que gera os resultados almejados pela empresa. 

O líder é a pessoa que tem a habilidade de motivar e de influenciar os liderados, agindo de forma ética e positiva, de modo que contribuam voluntariamente e com entusiasmo para alcançarem os objetivos da equipe e da organização sempre explorando de cada membro da equipe os seus pontos fortes. 

No entanto, a liderança pode ser complexa, pois o bom líder, além de habilidades técnicas, deve ter inteligência emocional para gerir os colaboradores e a equipe, ser capaz de desenvolver seus liderados atendendo expectativas pessoais e profissionais, e tudo isso sempre alinhando com os interesses das organizações.

PRINCIPAIS TIPOS DE LIDERANÇA

Engane-se quem pensa que a liderança é exercida de uma só forma.

São muitos os estilos que marcam líderes das mais diversas características. Obviamente, o impacto que cada um gera sobre os liderados no ambiente corporativo também muda.

O líder precisa apresentar clareza estratégica, estrutura organizacional, valores e princípios, compromisso na adoção de práticas de reconhecimento, de remuneração e de salubridade do clima organizacional.

A seguir, você vai conhecer os tipos mais comuns, como o autocrático, o democrático e o liberal, além de outros mais específicos, como o Leader Coach, o situacional e o servidor. 

Qual será o seu?

Definição de conceito: O que é Marketing Digital?
Marketing Digital é a aplicação de estratégias e técnicas de comunicação, para divulgação de marcas, aumento de vendas, fidelização de consumidor, no contexto da Internet.

O Marketing Digital é uma disciplina cada vez mais especializada, tento em vista que cada uma de suas frentes a cada ano trazem uma série de inovações, bem como vai se aprofundando e tornando-se mais e mais complexas.

O Marketing Digital é feito de muito conteúdo, para as empresas serem relevantes para o consumidor… Tanto que o bom Marketing Digital nem parece que é Marketing!

O Marketing Digital está, geralmente, associado a performance (resultados mensuráveis) e gestão de canais, como busca orgânica, busca paga, display, e-mail, mídias sociais, etc.

O QUE É LIDERANÇA?

De modo simplificado, liderança é a capacidade que uma pessoa possui de conduzir um grupo de indivíduos, transformando-os em uma equipe que gera os resultados almejados pela empresa. 

O líder é a pessoa que tem a habilidade de motivar e de influenciar os liderados, agindo de forma ética e positiva, de modo que contribuam voluntariamente e com entusiasmo para alcançarem os objetivos da equipe e da organização sempre explorando de cada membro da equipe os seus pontos fortes. 

No entanto, a liderança pode ser complexa, pois o bom líder, além de habilidades técnicas, deve ter inteligência emocional para gerir os colaboradores e a equipe, ser capaz de desenvolver seus liderados atendendo expectativas pessoais e profissionais, e tudo isso sempre alinhando com os interesses das organizações.

PRINCIPAIS TIPOS DE LIDERANÇA

Engane-se quem pensa que a liderança é exercida de uma só forma.

São muitos os estilos que marcam líderes das mais diversas características. Obviamente, o impacto que cada um gera sobre os liderados no ambiente corporativo também muda.

O líder precisa apresentar clareza estratégica, estrutura organizacional, valores e princípios, compromisso na adoção de práticas de reconhecimento, de remuneração e de salubridade do clima organizacional.

A seguir, você vai conhecer os tipos mais comuns, como o autocrático, o democrático e o liberal, além de outros mais específicos, como o Leader Coach, o situacional e o servidor. 

Qual será o seu?